Frases de Santos

Homilia › 11/11/2020

É justo e necessário, é nosso dever é salvação dar-vos graças

 

 

 

 

O evangelho de hoje permite-nos compreender melhor aquilo que dizemos no prefácio da celebração eucarística:

 “é justo e necessário, é nosso dever é salvação dar-vos graças…”  

Os leprosos curados foram dez. Mas apenas um sentiu o dever de agradecer. Estamos tão habituados às graças de Deus que já não nos admiramos com elas. Damo-las por pressupostas e, muitas vezes, não as agradecemos. 

E, todavia, é nosso dever reconhecer os dons de Deus e dar-Lhe graças por eles. Essa gratidão é fonte de salvação para nós. Foi o que aconteceu com o leproso curado, que foi agradecer a Jesus. Impressionam-nos as perguntas que Jesus lhe faz. Impressiona-nos especialmente a exclamação final: «Levanta-te e vai. A tua fé te salvou» (v. 19). Jesus mostra-se admirado por um só dos leprosos curados ter voltado para agradecer. E declara que foi a fé que o curou plenamente.

Vejamos o itinerário que este homem percorreu: era um leproso como os outros; como os outros invocou a compaixão de Jesus; como os outros foi mostrar-se aos sacerdotes. Mas só ele voltou atrás para agradecer a Jesus. Jesus reconheceu nesse agradecimento uma manifestação de fé pura. Assim, verificamos que o encontro pessoal com Jesus não só lhe renovou o corpo, mas também lhe transformou profundamente a alma. 

O leproso curado não ficou satisfeito unicamente por ter resolvido um problema pessoal. Parecia-lhe pouco e, sobretudo, pouco digno de um homem que tinha intuído ter encontrado uma pessoa extraordinária. O seu verdadeiro desejo foi voltar atrás para conhecer… conhecer para reconhecer aquele que o curou… reconhecê-lo para lhe agradecer e segui-lo… Estamos perante um caminho de iniciação cristã, que todo o fiel deveria percorrer e reviver nos momentos decisivos da sua existência. 

Uma graça material é pouca coisa em comparação com aquilo que Deus tem para nos dar quando reconhecemos o seu amor e damos graças.

Na Eucaristia, nos unimos  à ação de graças… de Cristo. Todo batizado é chamados a colocar toda sua vida ao serviço da Aliança de Deus com o seu Povo…  Vivendo esta disposição, de modo habitual, não só damos graças na celebração eucarística, na adoração e noutros momentos de oração, mas a nossa vida precisa se tornar uma ação de graças, comunhão de amor e de fé com Jesus Cristo.

 

Texto via: dehonianos.org/portal

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.