Frases de Santos

Homilia › 29/08/2021

Crucificados ao Coração de Cristo

 

 

O trecho do Evangelho de São Marcos &,1-8ª.21-23 ressalta e completa os conceitos expressos nas leituras precedentes. “É do interior dos homens que procedem os maus pensamentos: devassidões, roubos assassinatos, adultérios, cobiças, perversidades, fraudes, desonestidade, inveja, difamação, orgulho e insensatez” (Mc 7,21-22). Como podemos notar a importância da purificação de nossos corações. Quando nos descuidamos de nosso coração, Jesus nos diz que nós pensamos diferente dele “devido à dureza do vosso coração” (Mc 10,5).
A Igreja ao longo de sua história e tradição resume a atitude que devemos ter para com o Espírito Santo numa só palavra: docilidade! Pois, um coração dócil e aberto sempre acolhe com alegria o evangelho de nosso Senhor Jesus e de sua Igreja, colocando em pratica e produzindo frutos em abundancia.
O Salmista no salmo 94,8 nos ensina: “Não endureçais o vosso coração” (Sal 94,8). Mas também acontece que em vez de termos um coração endurecido de mais, adquirimos um coração molenga e uma pessoa de coração molenga é uma pessoa sem caráter…
Por Exemplo, se ouve muito hoje: pessoas dizendo ser a favor do divórcio porque “é normal”, outras dizem que são a favor do aborto porque “já é normal, vivemos em tempos modernos”, outras se dizem a favor da ideologia de gênero pois “os países modernos já não põem barreiras” etc. Estes são alguns exemplos de pessoas que não conhece a verdade ou do devido o endurecimento de seus corações.

O coração humano tem que formar-se no Coração de Cristo. Nós, cristãos, precisamos mostrar aos nossos contemporâneos o Homem perfeito e Deus perfeito, Jesus Cristo. Não mostraremos uma caricatura de “deus”: o cristianismo sempre apresentou o “Cristo crucificado (…), força de Deus e sabedoria de Deus” (1 Cor 1,23-24).

Uma pessoa de coração dócil se encontra aberto à verdade, ao bem, à beleza. Encontra-se aberto, portanto, a Deus: verdade, bondade e beleza eterna. Essa abertura verdadeira a Deus nos pedirá uma mudança, uma conversão constante.

Nós cristão Católicos Apostólicos Romanos, precisamos que o nosso coração esteja crucificado com Cristo para com ele ressuscitar. Para viver na verdade de Deus é importante que adaptemos nossa vida à sua verdade. Que entremos na forma do coração de Jesus. E para entramos na forma do coração de Jesus precisaremos renunciar as coisas mundanas e tudo aquilo que nos torna impuro.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.