Frases de Santos

Formação › 31/12/2020

Batismo

O Batismo é “o fundamento de toda vida cristã, a porta da vida no Espírito (“vitae spiritualis ianua”) e a porta que abre o acesso aos demais sacramentos. Pelo Batismo somos libertados do pecado e regenerados como filhos de Deus, tornamo-nos membros de Cristo, somos incorporados à Igreja e feitos participantes de sua missão”[1]. O próprio Cristo enviou os seus discípulos a anunciarem o evangelho e a batizarem: “Ide, portanto, e fazei que todas as nações se tornem discípulos, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo e ensinando-as a observar tudo quanto vos ordenei. E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos!” (Mt 28, 19s). Portanto, podemos perceber que o batismo com água em nome da Santíssima Trindade é vontade do Senhor e, a partir deste ato se dá início a uma nova vida. “Essa vida nova brota da participação na morte e ressurreição de Jesus, tornada presente no batismo”[2]. Os batizados, unidos a Jesus na sua Páscoa, tomam parte na comunhão com Deus Uno e Trino. Por meio da profissão de fé feita no Batismo, Deus Pai concede aos fiéis o perdão dos pecados e nos dá a graça da condição de filhos, ou seja, o batismo nos torna filhos adotivos de Deus e, após o batismo, podemos nos dirigir a Deus como Pai[3].

O Batismo, sendo a porta da vida e do reino, foi instituído por Cristo para que todos possam alcançar a vida eterna. “O batismo recorda e realiza o Mistério Pascal, uma vez que por ele as pessoas passam da morte do pecado para a vida. Razão pela qual em sua celebração, sobretudo na vigília pascal e nos domingos, convém que transpareça a alegria da ressurreição”[4].

 

 

Por: Pe. Leandro Paulo do Couto

 

 

[1] CAT n. 1213.

[2] Bruno FORTE, Introdução aos Sacramentos, 1996, p. 41.

[3] Cf. Bruno FORTE, Introdução aos Sacramentos, 1996, p. 42.

[4] RITUAL Romano, Ritual do Batismo de Crianças, 2014, p. 15.

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.