Frases de Santos

Artigos › 28/04/2020

A geração “Tik Tok” está se tornando uma geração inexpressiva – Parte 02

Caro internauta, no artigo anterior eu fiz uma partilha de como foi a minha experiência ao conhecer esse novo aplicativo de dublagem e de postagem de vídeos. Sugiro a leitura desse primeiro artigo clicando aqui . Nesse artigo, quero me dirigir de maneira mais específica para você amado jovem.

Assim como eu, certamente você não viveu no tempo em que a juventude reverberava de forma explosiva e, porque não dizer, anarquizada a letra de uma canção que dizia: “vamos celebrar a estupidez humana, a estupidez de todas as nações”. Embora a canção seja antiga, ela narra exatamente àquilo que estamos presenciando nos dias de hoje. Pra ser honesto, eu faria um pequeno ajuste na palavra “celebrar”. Se, naquela época havia a celebração da estupidez, hoje em dia está havendo sua plena glorificação. A estupidez já foi canonizada, não percebe? Antes, enalteciam-na, hoje, idolatram-na. Viva a estupidez, estamos de mãos dadas gritando!

Amados jovens, para não ser deselegante, “quattuor-pes” seria uma expressão latina que talvez pudesse ser usada para caracterizar a forma como estamos sendo colocados diante de tantas ferramentas de distração em massa. De bípedes para quadrupedes bastam apenas um celular e um aplicativo. O celular é uma coleira moderna, portanto, não sejamos inocentes! Veja que interessante o que o Papa Francisco escreveu no número 139 de sua Exortação Apostólica “Christus Vivit”: “o jovem caminha com dois pés […], sempre a olhar para diante”. É o nosso Sumo Pontífice dizendo com todas as letras que não somos quadrúpedes.

Certa vez, Jesus chamou os seus discípulos à parte e deu-lhes um ensinamento: “Eis que vos envio como ovelhas entre lobos. Por isso, sede prudentes como as serpentes e sem malícia como as pombas” (Mt 10, 16). O cenário de hoje não mudou muita coisa, os lobos estão por todas as partes e, por que não dizer, em suas mãos. De maneira muito clara e objetiva, esse aplicativo é um desses lobos. Pode ser que você ainda não tenha percebido, mas ele está te transformando num morto-vivo, semelhante àqueles personagens bisonhos do seriado “The Walking Dead”.

Por que os jovens são os mais atacados?

Existem muitas razões, porém, quero apontar para uma das mais importantes, senão a mais: os jovens são o futuro da humanidade. Uma juventude doente hoje é um mundo combalido amanhã; uma juventude idiotizada ou sem perspectiva hoje, significa um mundo extremamente manipulável amanhã.

Sabemos que a fase da juventude é justamente o período em que os sonhos deveriam estar em alta. É o tempo das primeiras grandes responsabilidades e das decisões mais importantes, aquelas que podem reverberar para o resto da vida. É o tempo do aprender, do formar-se, do crescer, do amadurecer, do adquirir conhecimento, do firmar o passo, do concentrar-se na vida. Sejamos honestos, que frutos sadios esse aplicativo está nos permitindo colher? Que amadurecimento verdadeiro ele está proporcionando para a nossa juventude?

Diversas pesquisas a respeito do aplicativo podem facilmente ser encontradas na internet. Daqui a pouco tempo ele chegará a marca de dois bilhões de usuários, a maior parte desses usuários possui menos de 24 anos. Um único aplicativo transformando quase dois bilhões de seres humanos em meros expectadores passivos de um mundo irreal. Ele pode até oferecer explosões momentâneas de gargalhadas, porém, não traz o menor sinal de alegria.

Pare um pouco, jovem, encha os pulmões de ar, oxigene o sangue que está sendo bombeado para o cérebro e não despreze esses sábios apelos: “por favor, não deixeis para outros o ser protagonista da mudança! Vós sois aqueles que detêm o futuro! Através de vós, o futuro entra no mundo. Peço-vos para serdes construtores do futuro, trabalhai por um mundo melhor. Queridos jovens, por favor, não ‘olheis da sacada’ a vida, entrai nela. Jesus não ficou na sacada, mergulhou, sede […] capazes de resistir às patologias do individualismo consumista e superficial”, diz o papa Francisco. Em outras palavras o Papa está dizendo: “Saia da passividade”; “pegue, com as suas mãos, as rédeas da sua vida”. Jovem, você não foi feito por Deus para permanecer toda a sua existência aqui nesse mundo na superficialidade e na mediocridade.

Chegou o momento de dar um “cavalo de pau” na sua vida e relegar à lixeira tudo o que tem te distraído e te transformado em morto-vivo.

Deus abençoe você e até a próxima!

Seminarista Gleidson de Souza Carvalho

Missionário da Comunidade Canção Nova

(Instagram: @cngleidson)

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.